Dia 1: A estreia no Vale

DSC06754 (1280x853)
Foto: Taiana Avritchir

A nossa viagem estreou 6 horas depois do planejado, como todos já suspeitavam em segredo.  Partimos felizes à meia-noite. Na mala, um kit-emergências: esparadrapos, alfinetes e cola quente. E é claro, nosso mais novo projeto-orgulho-todo-bordado-em-cetim: o estandarte da companhia.

De começo, a carreta bufônica ameçou vôo na estrada – mais uma horinha de atraso. Mas enfim chegamos, e um pouco menos felizes, capotamos cada um no seu quadrado.

DSC06771 (1280x720)
Foto: André Sun

Eis que na tarde de quinta a companhia desembarca na bonita praça de Caçapava. No caminho, ruas de paralelepípedos, e os atores se sentindo na cidade onde seus vizinhos sabem seu nome e comem juntos bolo de fubá. A praça confirma ao menos parte dessa ideia. Assim que chegamos, uma senhora pergunta: Quem vai ser o Damião? Ouvira na rádio. E muitas outras pessoas aproximam, e puxam conversa. Ganhamos sorvete. Os policiais desejam merda. E estreamos, entre a fonte e o coreto, em Caçapava, a primeira das 11 cidades por onde vai viajar a companhia.

DSC06784 (1280x720)
Foto: André Sun
DSC06801 (1280x603)
Foto: André Sun

 

 

 

 

DSC06896 (1280x719)
Foto: MaFê Moreira
12719659_454790551376786_2718273327941551023_o
Foto: André Sun

A apresentação corre bem, e o grupo finaliza feliz seu primeiro trabalho. Como de costume, conversamos ainda com o público ao fim do espetáculo, tirando fotos e vendo aos poucos a praça ficar vazia. Só então alguém olha pro céu e nos desperta: vai cair um temporal. Começa a correria. Desparafusa, desamarra, dobra, guarda. Mas a chuva começa, e corremos ainda mais. Em dado momento, eu só vejo o Cro (Rodrigo Nasser) correndo de sunga pela praça com duas alfaias na mão. Chegamos no hotel, molhados e cansados, e este nem é o momento mais louco do dia. Ainda nem sabemos, mas iríamos finalizar a noite invadindo um coquetel de recepção dos mamutes. Enfim.

Ainda temos muito trabalho pela frente, e, com certeza, muitas loucuras pra enfrentar. Por último vou deixar aquele apelo, pois acabamos de pôr no ar uma campanha de financiamento coletivo e vamos precisar muito da divulgação dos amigos. Amigos, chegou a vossa hora! Esse é o link da campanha: https://benfeitoria.com/umacarretaparadamiao

Acompanhem nossas presepadas!

Beijos! 🙂

Lara Continue lendo “Dia 1: A estreia no Vale”

Dia 0: Vale do Paraíba, aí vamos nós!

E chega, enfim, o grande dia para nós da Damião e Cia. Acorde seu cachorro, seu vizinho, sua tia, bote um sorriso no rosto e diga com a boca cheia – bom dia! É chegada nossa hora de juntar nossas tralhas, arrumar mala e cuia, botar tudo na carreta, soltar o freio na descida, espantar o mal olhado e partir para o Vale Encantado: o do Paraíba.

Nosso trajeto pelo Vale
Nosso trajeto pelo Vale

Um novo tempo que se inicia com novas descobertas, novos aprendizados, novas trocas e muita alegria. Muita vontade de ir ao encontro do desconhecido, de peito aberto, olhar curioso e ouvidos atentos. Agora já não é mais preciso pressa, correr contra o tempo. É só pedir ao vento, com jeitinho, que assopre em nosso caminho tudo que seja de nosso merecimento.

Foram meses de dedicação e labuta, desde o ano passado, para que essa viagem beirasse a perfeição no que diz respeito ao seu planejamento e execução. Fomos, por vezes, sem noção, quase ficamos birutas trabalhando até tarde, sacrificando vontades em prol de um bem maior – bem maior do que nossas vontades.

Agora nos resta amarrar o cenário, apertar os cintos, reparar se não deixamos nada de importante para trás, cuidar para não cair no conto do vigário e que no pôquer nossa mão seja sempre duplo Ás.

Vida longa à Damião e Cia!

Por Ruffles.

Damião vai pro Vale!

A Damião e Cia de Teatro está se preparando para pegar estrada!

 

O projeto “Presepadas entre serras e vales”, aprovado no edital Circulação de Artes Cênicas para Rua do ProAC, levará a companhia para 11 cidades do Vale do Paraíba. Por aqui vocês poderão acompanhar todas as novidades dessa viagem!

No bom e velho diário de bordo a la século XXI!

Aguardem!

24.09 - AS PRESEPADAS DE DAMI_O (2)